X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Suspeito de conviver com duas irmãs é preso por violência doméstica em Malhada.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Suspeito de conviver com duas irmãs é preso por violência doméstica em Malhada.

Um homem de 23 anos foi preso na noite de domingo (12) em Malhada, no Médio São Francisco, suspeito de ter agredido a ex- companheira de 21 anos, no distrito de Julião.

 D.S.N foi preso por volta das 22h, no bairro BNH. No local, quando a equipe chegou, D.N.S ainda tentou fugir da viatura, mas ele acabou sendo cercado e foi preso embaixo de uma cama.

Conforme informação do 2º Pelotão da 3ª CIA, os policiais foram informados que D.N.S havia agredido sua ex-companheiro,situação que ocorria com muita frequência.

Ainda conforme o 2º Pelotão, o Poder Judiciário da Comarca de Carinhanha já havia expedido medida protetiva determinando que o autor não se aproximasse da vítima, entretanto, ele sempre descumpria e voltava a praticar a violência.

 O suspeito foi apresentado no Plantão Central da Delegacia territorial de guanambi, onde foi autuado em flagrante com base na Lei 14.188/21, Lei Maria da Penha, que determina a prisão e o afastamento imediato do agressor do lar em caso de ameaça.

De acordo com dados do Portal Folha do Vale, o autor já havia sido denunciado há pouco mais de dois anos pelo mesmo crime. Na época, a vítima registrou uma ocorrência.

De janeiro até agora foram 20 solicitações de medidas protetivas. No Brasil a poligamia é considerada crime pelo Código Penal Brasileiro, com pena máxima de 3 anos (para quem compartilha o cônjuge) a 6 anos.

EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter