X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Mulher cai em ‘golpe do amor’ e perde quase R$ 5 mil em Palmas de Monte Alto.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Mulher cai em ‘golpe do amor’ e perde quase R$ 5 mil em Palmas de Monte Alto.

Uma mulher, que não teve o nome divulgado pela Polícia Civil, perdeu quase R$ 5 mil reais após cair no “golpe do amor”, em Palmas de Monte Alto, no sudoeste da Bahia. Ela teria conhecido o golpista no Instagram, inclusive recebia declarações e promessas de casamento.

Na ocorrência registrada na Delegacia Territorial de Palmas de Monte Alto, ela narrou que o golpista se apresentou como “Justin Diego” e morava na Alemanha. Ele disse que o golpista propôs ajudar financeiramente a vítima, prometendo dinheiros e presentes.

Inicialmente, fez uma transferência de R$ 800,00 (oitocentos reais). Ele disse ter enviado um valor de US$ 10.000,00 (dez mil dólares) em espécie, além de bolsas, relógios, diamantes, joias e calçados, porém estavam retidos por uma empresa de transportes internacionais, sendo preciso transferir o valor, via PIX para a empresa.

Os objetos e o dinheiro não chegaram para a mulher. Após isso, um possível encontro foi marcado. O golpista teria saído da Alemanha para vir conhecê-la, mas alegou ter sido preso na alfândega por estar com um alto valor em dólares.

Conforme o portal Vilson Nunes, uma segunda pessoa, se passando por Jeniffer Martins de Oliveira, teria entrado em contato com a vítima dizendo ser a advogada de Justin. Ela então solicitou mais dinheiro.

“Ela disse que eu precisava pagar R$ 1.000 (mil reais) para que as documentações dele fossem liberadas e posteriormente, me pediu mais R$ 3.000,00 (três mil reais). Eu acabei fazendo as transferências para uma chave pix, que seria o CPF da falsa advogada”, comentou.

A vítima contou que a suposta ‘advogada’ continuou me pedindo mais dinheiro, foi aí que ela percebeu que se tratava de um golpe. Segundo ela, com a entrada da tal advogada, ela percebeu haver uma diferença na escrita do nome que ela teria se apresentado para com o nome do titular da conta.

Ela tomou um prejuízo de R$ 4.800,00, valor que era de um empréstimo que o pai da vítima fez para que ela pudesse mandar ao estelionatário. A Polícia Civil investiga o caso.

Folha do Vale

Imprimir
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter