X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
BYD lança pedra fundamental de fábricas na Bahia.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

BYD lança pedra fundamental de fábricas na Bahia.

O Complexo Industrial de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), foi lançado oficialmente, na manhã desta segunda-feira (9). O evento de lançamento contou com a presença do governador Jerônimo Rodrigues (PT), do vice-presidente Geraldo Alckmin, do ministro da Casa Civil Rui Costa, e dos líderes globais da BYD, Wang Chuanfu e Stella Li.

O investimento de R$ 3 bilhões na instalação de três fábricas irá gerar mais de cinco mil empregos diretos e indiretos, com foco na produção de veículos elétricos, chassis de ônibus e tecnologias de baterias, com o processamento de lítio e ferro fosfato.

A expectativa é que a produção tenha início entre o final de 2024 e o início de 2025, com uma capacidade estimada de produção de 150 mil veículos por ano na primeira fase de implantação. O novo complexo da BYD também se apresenta como um potencial polo de atração para fornecedores de diversas áreas, seja na produção de peças técnicas ou na prestação de serviços, com a empresa priorizando fornecedores locais.

Para Jerônimo Rodrigues, a instalação das fábricas da BYD colocam o estado em uma posição de destaque na produção de energias renováveis, que integra o projeto de construção de uma nova Bahia. “O evento de hoje marca o início para a construção de uma indústria na Bahia com um novo modelo de governança ambiental e de cuidado com a classe trabalhadora. Eu tive na China e tive a oportunidade de conhecer a preocupação da BYD no trato com os seus trabalhadores e com o meio ambiente. Portanto, é um selo de compromisso do Governo Federal e do Governo do Estado com a iniciativa privada para garantir uma Bahia ainda mais atrativa e competitiva nessa área de sustentabilidade, a qual que já temos destaque perante o país e o mundo”, declarou o governador.

Representando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no lançamento, o vice-presidente Geraldo Alckmin parabenizou os baianos pela conquista. “Quero trazer um abraço muito afetivo ao governador Jerônimo, saudando toda a Bahia por essa grande conquista. Quando nós sonhamos juntos, é o início de uma nova realidade”, afirmou Alckmin, que destacou que o grupo chinês chega ao Polo Petroquímico de Camaçari em um bom momento do país, quando a taxa de desemprego é 7,8% - a menor da última década -, quando é registrada uma das menores inflações do mundo - 4% - e com o Brasil ocupando o lugar de segundo maior receptor de investimentos estrangeiros diretos do planeta.

Alckmin lembrou, ainda, que a chegada da empresa representa uma nova industrialização, baseada em inovação e sustentabilidade. Ele ressaltou que a BYD é líder mundial em carros elétricos, que atua na vanguarda da tecnologia e vai transformar a Bahia em um dos principais centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação do setor.

CENTRO DE PESQUISA

Além das fábricas, a BYD vai estabelecer um centro de pesquisa e desenvolvimento na região, com o objetivo de transformá-la em um polo de tecnologia, referido como o ‘Vale do Silício brasileiro’. Uma das metas principais desse centro será o desenvolvimento de tecnologia para um motor híbrido flex, que possa combinar etanol com motores elétricos.

Stella Li, CEO da BYD para as Américas, destacou o compromisso global da marca com a mobilidade sustentável. “Essas instalações aqui em Camaçari serão fundamentais para impulsionar essa visão no Brasil. Vamos trabalhar incansavelmente para trazer inovação e tecnologia de ponta, e estamos ansiosos para colaborar com a comunidade local e criar oportunidades para todos”.

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, avaliou a importância do avanço tecnológico para o desenvolvimento de energias sustentáveis. “O centro de pesquisa planejado para a Bahia será fundamental nesse processo, impulsionando a busca por soluções inovadoras, contribuindo não apenas para a indústria automobilística, mas também para a promoção da sustentabilidade em todo o país”.

ESTRUTURA

O complexo de Camaçari, localizado a 50 quilômetros de Salvador, será composto por três células fabris. A primeira será dedicada à produção de caminhões elétricos e chassis para ônibus, atendendo às demandas das regiões Norte e Nordeste do Brasil. A segunda fábrica será focada na produção de veículos automotores híbridos e elétricos, com capacidade estimada de 150 mil unidades anuais, podendo ser ampliada para até 300 mil unidades em fases posteriores do projeto. Por fim, a terceira fábrica estará centrada no processamento de lítio e ferro fosfato, atendendo ao mercado externo através da infraestrutura portuária disponível na região.

Bahia Noticias

Imprimir
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter