X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
array(19) { ["post_id"]=> string(5) "39847" ["post_date"]=> string(19) "2023-11-15 06:44:00" ["post_title"]=> string(81) "Mais de 100 aves silvestres foram resgatadas de cativeiro na região de Guanambi." ["post_content"]=> string(2678) "

Mais de 100 aves silvestres mantidas em cativeiro de forma irregular foram resgatadas durante a operação “Asas Livres”, realizada pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e pela Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA/ Lençóis).

O resgate aconteceu durante fiscalização no entorno do Parque Estadual e do Refúgio da Vida Silvestre da Serra dos Montes Altos (Pesma/Revis), nos municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí. O objetivo é combater diversos ilícitos ambientais, especialmente, criadores ilegais de pássaros silvestres.

As aves silvestres de várias espécies foram encontradas presas em várias gaiolas. Uma parte, em boas condições de saúde, foi devolvida à natureza, enquanto outra parte, com necessidade de intervenção clínica e de um processo de reabilitação, seguiu para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Vitória da Conquista.

Durante a fiscalização, os agentes também encontraram uma carvoaria em pleno funcionamento, no município de Sebastião Laranjeiras, sem o Documento de Origem Florestal (DOF), requisito legal obrigatório para este tipo de atividade. Na ocasião foram apreendidas 2,5 toneladas de carvão vegetal, uma parte embalada e pronta para ser comercializada, além de madeira que ainda seria queimada.

De acordo com o Inema, nos dois casos, os infratores foram apresentados à Polícia Civil para que fossem tomadas as providências necessárias.

O biólogo e representante do Inema na gestão do Parque Estadual da Serra dos Montes Altos, Lailton Fernandes, ressaltou que em paralelo às ações de fiscalização, a equipe realizou um trabalho de sensibilização junto aos moradores do entorno do Parque.

“Explicamos de maneira didática a importância ecológica dos pássaros para o meio ambiente. Ao tempo que incentivamos a entrega voluntária destes animais ao órgão ambiental, ato que isenta o criador de penalidades”. “Estas aves, assim como os demais animais, são de grande importância para o equilíbrio ambiental da Unidade de Conservação, pois atuam na polinização das plantas e na dispersão de sementes, garantindo a variabilidade genética das espécies de vegetais”, completou o gestor.

As fiscalizações na região seguirão ocorrendo até a próxima sexta-feira (17).

Agencia Sertão

" ["post_views"]=> string(3) "227" ["post_cover__"]=> NULL ["post_category"]=> string(1) "8" ["post_lastview"]=> string(19) "2024-02-20 18:17:17" ["post_name"]=> string(79) "mais-de-100-aves-silvestres-foram-resgatadas-de-cativeiro-na-regiao-de-guanambi" ["post_subtitle"]=> NULL ["post_video"]=> NULL ["post_author"]=> string(1) "2" ["post_category_parent"]=> NULL ["post_status"]=> string(1) "1" ["post_type"]=> string(4) "post" ["post_instant_article"]=> NULL ["post_amp"]=> NULL ["post_tags"]=> NULL ["post_cover"]=> string(109) "images/2023/11/mais-de-100-aves-silvestres-foram-resgatadas-de-cativeiro-na-regiao-de-guanambi-1700041478.jpg" }

Mais de 100 aves silvestres foram resgatadas de cativeiro na região de Guanambi.

Data de Publicação: 15/11/2023

Mais de 100 aves silvestres foram resgatadas de cativeiro na região de Guanambi.

Mais de 100 aves silvestres mantidas em cativeiro de forma irregular foram resgatadas durante a operação “Asas Livres”, realizada pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e pela Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (CIPPA/ Lençóis).

O resgate aconteceu durante fiscalização no entorno do Parque Estadual e do Refúgio da Vida Silvestre da Serra dos Montes Altos (Pesma/Revis), nos municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí. O objetivo é combater diversos ilícitos ambientais, especialmente, criadores ilegais de pássaros silvestres.

As aves silvestres de várias espécies foram encontradas presas em várias gaiolas. Uma parte, em boas condições de saúde, foi devolvida à natureza, enquanto outra parte, com necessidade de intervenção clínica e de um processo de reabilitação, seguiu para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Vitória da Conquista.

Durante a fiscalização, os agentes também encontraram uma carvoaria em pleno funcionamento, no município de Sebastião Laranjeiras, sem o Documento de Origem Florestal (DOF), requisito legal obrigatório para este tipo de atividade. Na ocasião foram apreendidas 2,5 toneladas de carvão vegetal, uma parte embalada e pronta para ser comercializada, além de madeira que ainda seria queimada.

De acordo com o Inema, nos dois casos, os infratores foram apresentados à Polícia Civil para que fossem tomadas as providências necessárias.

O biólogo e representante do Inema na gestão do Parque Estadual da Serra dos Montes Altos, Lailton Fernandes, ressaltou que em paralelo às ações de fiscalização, a equipe realizou um trabalho de sensibilização junto aos moradores do entorno do Parque.

“Explicamos de maneira didática a importância ecológica dos pássaros para o meio ambiente. Ao tempo que incentivamos a entrega voluntária destes animais ao órgão ambiental, ato que isenta o criador de penalidades”. “Estas aves, assim como os demais animais, são de grande importância para o equilíbrio ambiental da Unidade de Conservação, pois atuam na polinização das plantas e na dispersão de sementes, garantindo a variabilidade genética das espécies de vegetais”, completou o gestor.

As fiscalizações na região seguirão ocorrendo até a próxima sexta-feira (17).

Agencia Sertão

Emitindo

Aguarde!