X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Prefeitura de Urandi decreta toque de recolher até 6 de junho.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Prefeitura de Urandi decreta toque de recolher até 6 de junho.

A prefeitura de Urandi decretou toque de recolher no município a partir desta quinta-feira (28), até o dia 6 de junho. A secretaria municipal de Saúde registra 65 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus (Covid-19). O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município.

A medida consiste na vedação da restrição de locomoção noturna de pessoas em vias, equipamentos, locais e praças públicas, das 20h às 05h da manhã.

Neste horário, só será permitida a circulação de cidadãos para deslocamento de ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, sendo ainda permitido neste período o serviço de delivery de medicamentos.

Também fica permitida a circulação de pessoas que fique comprovem a urgência ou emergência do deslocamento e de servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuem nas unidades públicas de saúde e assistência social, das  estruturas das forças policiais e de segurança pública e patrimonial.

Os serviços de entregas de lanchonetes, restaurantes e afins só poderão funcionar até 20h, com garantia por parte dos empregadores do transporte dos colaboradores em direção a suas casas, ao final do serviço.

O decreto estabelece ainda que todo o comércio, inclusive empresas, lojas, escritórios, e mesmo os serviços considerados essenciais deverão permanecer fechados, garantindo o horário de início e encerramento diário das atividades capazes de permitir a volta para casa dos colaboradores antes das 20h.

As farmácias e postos de combustíveis poderão funcionar, com a limitação de atendimento de um cliente por vez.

Também está proibida a realização de atividades esportivas tipo caminhada, corridas, exercícios, nas calçadas, praças e área de uso comum pública no horário do toque de recolher.

O decreto ainda estipula o uso obrigatório de máscaras e a prorrogação da proibição da venda de bebidas alcoólicas em todo o município.

Para a garantia o cumprimento das medidas, a administração municipal pode buscar o apoio das forças militares do Estado da Bahia, para, em conjunto com a Guarda Municipal coibir eventuais ações de descumprimentos das regras.

A publicação deste decreto é mais uma medida para aumentar o isolamento social no município de 16,6 mil habitantes. Dois feriados estaduais e um municipal foram antecipados para esta segunda, terça e quarta-feira, com restrições ao funcionamento de todo o setor de comércio e serviços. Também foi proibida a venda de bebidas alcoólicas desde a confirmação dos primeiros casos.

Dos 65 casos confirmados, 55 são de funcionários da empresa Planova, responsável pela construção de uma linha de transmissão de energia na região. A maioria dos contaminados é de moradores de outras cidades e estados e as outras 9 pessoas testadas positivo tiveram contato com esses trabalhadores, um caso está em investigação.

Três pacientes com sintomas mais intensos da doença foram transferidos pelo município para internação em Vitória da Conquista. Um outro paciente procurou a rede privada em Guanambi e também foi transferido para um dos leitos de referência em Conquista.

Agencia Sertão

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter