X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Prefeito Dr. Gimmy edita decreto que proíbe circulação de pessoas entre 22h e 5h em Malhada.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Prefeito Dr. Gimmy edita decreto que proíbe circulação de pessoas entre 22h e 5h em Malhada.

Um novo decreto com medidas restritivas foi editado pelo prefeito de Malhada, Gimmy Everton Mouraria Ramos, DR. Gimmy (PT). O decreto nº 112 de 19 de fevereiro, foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM), na edição de sexta-feira (19).

O novo decreto tem como estratégia diminuir a taxa de contágio do novo coronavírus, tendo em vista que o município tem 22 casos ativos da Covid-19, além disso, 7 pessoas estão hospitalizadas.

No novo decreto o gestor suspendeu as aulas na rede pública e privada, nos ensinos infantil, fundamental, médio e superior que forem presenciais, bem como a realização de todas as atividades e/ou eventos de caráter público e privado, na sede e zona rural, até o dia 8 de março de 2021.

O decreto ainda disciplina que os estabelecimentos como lanchonetes e restaurantes funcionarão de segunda a sexta-feira, das 06 às 18h, como horário limite. No sábado e domingo esses comércios poderão funcionar, mas no sistema delivery. A entrega terá que ser feita diretamente na residência do cliente.

O decreto proíbe aglomeração de pessoas nas praças, quadras poliesportivas e outros locais. Além dessas restrições, fica determinado a utilização de máscaras pela população nos ambientes em circulação externa, bem como no trânsito.

De acordo com o decreto, fica proibida a circulação de pessoas no período noturna, entre 22h e 5 da manhã, até 25 de fevereiro de 2021.  O decreto foi alinhado com o toque de recolher decretado pelo governador Rui Costa (PT).

O atendimento presencial do público junto a Prefeitura Municipal de Malhada, com exceção dos serviços essenciais de cada Secretaria.

Segundo o prefeito Dr. Gimmy, é importante que a população colabore neste momento de crise para evitar a propagação do vírus.

 Mais importante do que esse decreto é a participação ativa das pessoas, por isso, reforço que somente o isolamento social e o cumprimento dos protocolos de segurança, podem melhorar o cenário, caso contrário, não terá o que fazer.

Malhada contabiliza 301 casos confirmados, 265 recuperados, 6 hospitalizados, 22 ativos e 14 pessoas já morreram por complicação da Covid-19.

EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter