X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Prefeito de Malhada assina contrato com Instituto Butantan para comprar de 17 mil doses de vacina contra a Covid-19.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Prefeito de Malhada assina contrato com Instituto Butantan para comprar de 17 mil doses de vacina contra a Covid-19.

  • Prefeito de Malhada assina contrato com Instituto Butantan para comprar de 17 mil doses de vacina contra a Covid-19. - Foto 1
  • Prefeito de Malhada assina contrato com Instituto Butantan para comprar de 17 mil doses de vacina contra a Covid-19. - Foto 2
  • MALHADA – O prefeito de Malhada, Gimmy Everton Mouraria Ramos (PT, asinou na terça-feira (12), o contrato para comprar 17 mil doses da CoronaVac.

    Com a assinatura do contrato, pelo prefeito Gimmy Everton Mouraria Ramos (Dr. Gimmy), e o secretário Marcelo Augusto Delmondes Kumaira (Dr. Marcelo Kumaira), Malhada se torna o primeiro município da região que firma parceria com o Butantan.

    No contrato, Gimmy diz que pretende comprar 17 mil doses da vacina para toda a população da cidade, assim que houver a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em larga escala.

    Malhada tem 16.861 habitantes, segundo o Censo 2020.

    Conforme o secretário Marcelo Kumaira, todos os esforços estão sendo feitos para que a compra da vacina ocorra o mais rápido possível. Marcelo Kumaira explicou  que o contrato garante o  acesso para aquisição do imunizante.

     “Quero deixar bem claro a todos que nossa preocupação é e será a saúde da população. Não está em discussão nenhuma questão ideológica, nenhuma questão política” disse Marcelo.

    Ao ser questionado sobre o preparo do município para a imunização contra a Covid-19, Marcelo Kumaira esclareceu que Malhada não terá nenhum problema.

    “Estamos preparados para vacinar toda a população malhadense, mas tudo vai depender da autorização da Anvisa. Vamos comprar seringas e agulhas, indispensáveis para vacinação. Equipes serão treinadas para vacinar a partir do dia 25”, disse Marcelo.

    De acordo com o prefeito Gimmy, a primeira opção é o Programa Nacional de Imunização, ou seja, o governo compra, distribui para os estados e eles fazem o escoamento da vacina até os municípios para atendar a população.

    “Esse sistema de vacinação funciona desde a década de 70, poucos países têm uma ferramenta tão boa, então seria um desperdício não usar isso”, disse Gimmy.

    Eficácia geral da vacina foi de 50,38%, segundo anúncio de pesquisadores do Instituto Butantan. O número mínimo recomendado pela OMS e pela Anvisa é de 50%.

    EDIÇÃO: JOÃO MIGUEL

    • Compartilhe esse post
    • Compartilhar no Facebook00
    • Compartilhar no Google Plus00
    • Compartilhar no Twitter