X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Prefeito de Caetité libera comércio de fogos de artifício e feira do gado.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Prefeito de Caetité libera comércio de fogos de artifício e feira do gado.

CAETITÉ – O prefeito de Caetité Aldo Ricardo Cardoso Gondim editou um novo decreto na quarta-feira (10), com novas medidas ao Plano Municipal de Enfrentamento do Coronavírus (Covid-19).

Entre as medidas está a liberação da feira do gado e do comércio popular de fogos de artifício, obedecendo o protocolo de segurança e prevenção da Covid-19, está estabelecido pelo Comitê de Operações Emergenciais em Saúde Pública (COE).

Como já estabelecido em decretos anteriores o uso de máscara é obrigatório em locais públicos e lojas comerciais, e em caso de filas deve sempre manter distância de 2 metros para os demais. Saiba aqui os ajustes e as medidas adotadas.         Continua terminantemente proibido, nos termos do Decreto nº 043/2020, a realização de festas públicas e particulares, a fim de se evitar a aglomeração de pessoas.

Segundo consta no decreto anterior, continua proibido a instalação das barracas de venda de fogos de artifício, somente entre os dias 18 e 23 de junho, das 8h às 18h, em pontos predefinidos no estacionamento do Ginásio de Esportes e apenas para os vendedores residentes em Caetité.

O mesmo decreto fica autorizado o comércio de animais na “feira do gado”, exclusivamente aos sábados, das 6h às 12h; com a adoção de todas as medidas de higiene e de segurança sanitária. Essas medidas são validas pelos próximos quinze (15) dias, a contar da data de publicação desse Decreto, os pontos de vendas de comida pronta no mercado municipal funcionarão em sistema de rodízio, com apenas 04 (quatro) pontos de venda funcionando por dia, somente para entrega dos produtos, ou pelo sistema “delivery”.

O decreto ainda disciplina que permanecem em vigor todas as demais medidas determinadas nos decretos anteriores ou até que haja novas determinações que as alterem.

Com informação da ASCOM

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter