X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Guanambi registrou 17 casos de coronavírus nesta sexta-feira e tem 6 hospitalizados.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Guanambi registrou 17 casos de coronavírus nesta sexta-feira e tem 6 hospitalizados.

  • Guanambi registrou 17 casos de coronavírus nesta sexta-feira e tem 6 hospitalizados. - Foto 1
  • Mais dezessete casos de infecção pelo coronavírus foram confirmados em Guanambi nesta sexta-feira (25). As informações foram disponibilizadas no boletim epidemiológico da secretaria de Saúde, divulgado no início da noite.

    Todos os diagnósticos foram realizados por meio de exame laboratorial RT-PCR. Mais cinco pacientes foram considerados recuperados da Covid-19.

    Ao todo, o município registra 555 casos, sendo que 521 pacientes são considerados recuperados. O número de casos ativos subi de 19 para 31. Três pacientes morreram e seis estão hospitalizados.

    Foram registrados 68 casos na semana anterior, o maior número acumulado desde o início da pandemia. A média foi de 9,7 casos por dia. A semana finalizada em 22 de agosto era até então o pico de número de casos, com 63 casos.

    Nos seis primeiros dias da atual semana, o acumulado é de 31 casos.

    A prefeitura também passou a divulgar a média móvel de casos dos últimos sete dias. Esta média está atualmente em 4,6.

    Novos casos

    Os novos casos foram registrados em oito pacientes do sexo masculino e nove pacientes do sexo feminino. Quatro têm entre 20 e 29 anos, seis entre 30 e 39 anos, três entre 40 e 59 anos e dois têm mais de 60 anos.. Todos apresentam sintomas da doença. Dois possuem comorbidades.

    A0 pacientes são moradores dos bairros Alto Caiçara (3), São Sebastião (2), Belo Horizonte, Brasília, Deus Dará, Liberdade, Monte Azul, Nova Esperança, Santo André, Santo Antônio e 4 da zona rural.

    Desde o início da pandemia, 337 pacientes tiveram resultado positivo no exame PCR, 1.602 negativo e 166 ainda aguardam resultado de exames. Já os testes rápidos detectaram 218 positivos e 3.228 negativos. Nesta sexta-feira, 88 resultado de exames foram disponibilizados e 71 deram negativo. Já os testes rápidos, foram realizados em três pessoas, todos testaram negativo.

    O pronto atendimento médico dedicado ao tratamento da Covid-19 já atendeu 3.040 pessoas com Síndromes Gripais. No local foram realizados 808 testes rápidos, 1.503 exames laboratoriais, 123 exames de Raio-X e 15 tomografias.

    Desde o início da pandemia, 29 pacientes que procuraram atendimento ficaram internados, outros 14 ficaram internados no Hospital de Campanha.

    O boletim informa sobre a sintomologia da doença. Entre os infectados pelo coronavírus em Guanambi, 154 são ou foram assintomáticos e outros 401 desenvolveram sintomas como febre, tosse, dor de garganta, dispneia e falta ou perda total do paladar e olfato.

    São 86 pacientes com algum tipo de comorbidade, sendo 53,5%  do sexo masculino e 46,5% do sexo feminino.

    Também foram divulgados dados sobre profissionais de saúde contaminados. Até o momento 79 trabalhadores desse setor contraíram o vírus, médicos (12) e técnicos de enfermagem (17) são os mais afetados.

    Internados

    Uma paciente de 56 anos está internado em um leito clínico de hospital de Vitória da Conquista. Ele tem quadro estável e não faz mais uso de oxigênio.

    Um homem de 87 anos que estava internado no Hospital Geral de Guanambi (HGG) foi transferido para uma UTI de Vitória da Conquista. Ele faz uso de ventilação mecânica e o estado de saúde é grave.

    Uma mulher de 68 anos está internada no Pronto Atendimento. Ela tem a confirmação da doença, quadro estável e faz uso de oxigênio.

    Um homem de 98 anos foi internado no Pronto Atendimento com suspeita da doença testou negativo e aguarda transferência para a UPA.

    Nesta sexta-feira, dois novos internamentos. Um homem de 48 anos foi internado no Pronto Atendimento com suspeita da doença. Uma mulher de 50 anos foi direto para uma UTI de referência em Vitória da Conquista após a confirmação da doença.

    Agencia Sertão

    • Compartilhe esse post
    • Compartilhar no Facebook00
    • Compartilhar no Google Plus00
    • Compartilhar no Twitter