X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Governador diz que barragem da Bamin será “de pedra com todas as seguranças”.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Governador diz que barragem da Bamin será “de pedra com todas as seguranças”.

Representantes do movimento “Vida Sim, Barragem Não” estiveram em Urandi nesta sexta-feira (17), onde entregaram uma carta ao governador Rui Costa (PT), pedindo a intervenção do Governo do Estado, no sentido de possibilitar o diálogo com a sociedade e a tomada de condutas garantidas legalmente por parte da Bahia Mineração (Bamin).

Em entrevista coletiva, o Governador Rui Costa disse que a barragem que será construída na divisa dos municípios de Caetité e Pindaí, acima do município de Guanambi é segura.

“Primeiro que não é barragem de lama, a barragem é barragem de pedra, com todas as seguranças. Não tem nada haver com a barragem de Minas que é barragem de barro, como foi feito, é barragem feita de pedra, com toda a segurança para garantir o desenvolvimento da região, garantir a ferrovia, garantir a mineração, dentro dos padrões de absoluta segurança para a população.”, disse o governador.

O governador garantiu que nenhuma cidade ficará em risco com a construção da barragem. “Quero primeiro deixar claro que não haverá qualquer risco para qualquer cidade, até porque, a barragem é de pedra e não barragem no modelo e nem na técnica que foi feita em Minas Gerais”, concluiu. 

A afirmação do governador no entanto não condiz com projeto apresentado pela Bamin e já licenciado pelos órgãos ambientais do Estado. A diferença do projeto da barragem da Bamin em relação às barragens de Marina e Brumadinho, rompidas em 2016 e 2019 respectivamente, está na forma de crescimento.

Em Minas, as barragens foram construídas à montante, enquanto que a Bamin planeja construir a barragem à jusante. O segundo modelo é considerado mais seguro, no entanto, o material usada no barramento não é de pedra, e sim do próprio resíduo da mineração.

Antes, da entrevista, ao receber a carta do movimento, o governador tentou tranquilizar os integrantes do movimento. “A gente não confia somente na palavra da empresa, nós vamos acompanhar, fiscalizar, desde a construção, implementação e tudo, fique tranquila”.

O governador voltou a contrariar o projeto apresentado pela Bamin ao dizer que os resíduos da barragem serão armazenados a seco. “É barragem de pedra, barragem a seco”, afirmou.

Em nota emitida no mês de julho, a Bamin informou que apenas 1/3 da reserva pode ser extraída com processamento a seco. Trata-se da hematita, um minério com pureza aproximada de 65%. Os outros 2/3 da reserva são de um minério chamado Itabirito e a empresa disse que não existe tecnologia para mineração a seco em grande escala desse tipo de rocha.

Um representante do movimento, ouvido pela reportagem da Agência Sertão, disse que a entrega da carta ao governador foi importante, pois ele demonstrou não conhecer o projeto apresentado pela Bamin e licenciado pelos órgãos ambientais que estão sob a gestão de seu Governo. “Nunca ouvimos da Bamin que a barragem será construída de pedra, muito menos de que o processamento será a seco”, disse.

O projeto

A Bamin pretende extrair em 30 anos, 470 milhões de toneladas de minério na mina Pedra de Ferro, localizada entre os municípios de Caetité e Pindaí. A extração deverá atingir 20 milhões de toneladas por mês em seu ápice. A receita estimada com a extração, baseada na cotação atual do minério de ferro no mercado internacional, é de 50 bilhões de dólares. Para viabilizar a extração, a empresa pretende construir uma barragem que atingirá a capacidade de 180 milhões de metros cúbicos de rejeitos ao fim da vida útil da mina. Os técnicos da empresa garantem a segurança e a sustentabilidade da mina.

O minério de ferro extraído em Caetité será transportado pelos trilhos da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), ainda em construção. O mineral seguirá para Ilhéus, onde será construído um porto para escoar a produção para exportação.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter