X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Em vídeo, ex-funcionária denuncia Jairo Magalhães por crime de rachadinha e fraudes; “perdi casa, carro, emprego e empresa”, diz.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Em vídeo, ex-funcionária denuncia Jairo Magalhães por crime de rachadinha e fraudes; “perdi casa, carro, emprego e empresa”, diz.

O texto a seguir é um pouco extenso, mas bastante forte e revelador. Em um vídeo rico em detalhes e munida de uma farta e ampla documentação, desde extratos bancários, gravações telefônicas e ambientais, além de documentos oficiais de cartório, a ex-funcionária da Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Guanambi, Ionara Santos, denunciou o prefeito de Guanambi, Jairo Magalhães, de graves e diversos crimes, como a prática de “rachadinha” (quando o chefe obriga uma funcionária a passar parte do seu salário), fraudes, intimidação e ameaça utilizando recursos públicos para fins particulares, envolvendo dois terrenos públicos doados pela prefeitura, localizados no centro industrial e avaliados em mais de R$ 1 milhão e 100 mil reais. Além destas gravíssimas acusações, a ex-funcionária afirma que perdeu o seu emprego, a sua casa de morada, seu carro e ainda a sua cota na sociedade da empresa, em uma trama sórdida entre o seu ex-marido Jaildo Silveira, Jairo Magalhães, a sua esposa Gabriela Barros e uma das irmãs do prefeito.

A jovem, que é mãe de dois filhos e se encontra desempregada e vive com a ajuda de amigos e irmãos da igreja, ainda relata de forma detalhada e emocionada, cada passo de como perdeu todos os seus bens: “De uma mulher inocente e sem malícia no mundo dos negócios, Jairo e meu ex-marido me fizeram assinar todo tipo de documentos e tiraram tudo do meu nome, a minha casa passei para o nome de uma das irmãs dele, vendi meu carro para investir na empresa, depois fui tirada da sociedade e entrou a esposa de Jairo, Gabriela Barros, só dei conta de que tinha perdido tudo, quando resolvi me divorciar e vi que fui vítima de pessoas que se uniram de forma maligna para tirar tudo que eu tinha”, relata aos prantos.

Comovidos ao saber da história de maldade humana e exploração feminina, diversos irmãos da igreja, revoltados com a situação, orientaram a jovem a procurar a justiça e a denunciar os absurdos. “Eu peço ajuda àqueles que possam me auxiliar, pelo amor de Deus, tudo que estou falando, eu posso provar de forma contundente e justa, este é um grito de desespero, só quero o que é meu por direito e que ajudei a construir, não quero nada que não tenha sido fruto do meu suor”, diz.

“Rachadinha” com salário da prefeitura

A jovem mãe ainda relata cenas de pavor e humilhação que passou na prefeitura de Guanambi, quando trabalhava na Secretaria de Planejamento na época em que Jairo era o secretário da pasta. Segunda a mesma, o prefeito exigia parte do salário para a manutenção do emprego e o valor era depositado em conta de uma empresa da família de Jairo, e as vezes repassado ao ex-marido para quitar acertos entre ele e o prefeito. “Tenho diversos comprovantes de depósito na conta da empresa dele, recibos e ainda extratos bancários diversos”, relata.

Intimidação e ameaça

A jovem ainda afirma que o prefeito Jairo Magalhães vendeu para o seu ex-marido, dois terrenos que estão localizados no Centro Industrial. “Quando coloquei os dois terrenos na partilha de bens do divórcio, o meu ex-marido me intimidou, dizendo que os terrenos não eram dele e sim de Jairo. Ela afirmou ainda que Jairo recusou a pagar sua rescisão, após ser exonerada da prefeitura de Guanambi, devido a sua atitude de querer exercer o seu direito nos terrenos, deixando claro, segundo a mesma, uma flagrante perseguição pessoal. Os dois terrenos no Centro Industrial, um avaliado em R$ 732.500,00 e um outro avaliado em R$ 431.900,00, somados, valem mais de R$ 1 milhão e 160 mil reais. “Quando liguei para o prefeito para saber do pagamento da minha rescisão, ele me disse que eu tinha de conversar com o meu ex-marido, aí a minha ficha caiu sobre a questão dos dois terrenos, tenho esta gravação da ligação do próprio Jairo afirmando e do meu ex-marido também”, relatou.

Perdeu tudo

Conforme relatou a jovem, o dinheiro que juntou ao longo de anos, e todo esforço de trabalho acabou virando pó em pouco tempo, pois perdeu a casa de morada, estando hoje vivendo de favor na casa da mãe, perdeu a sociedade na empresa, seu emprego na prefeitura e ainda um carro usado que utilizava para os afazeres domésticos e de trabalho. “Uma mulher digna que nunca deu prejuízo a ninguém, me foi tirado tudo, e hoje vivo da ajuda dos que me conhecem e sabem da maldade que fizeram comigo” desabafa.   A jovem ainda afirma que só quer justiça, por ter sido usada e explorada: “eu tinha de fazer algo para me proteger e provar que eu não estou errada, fui usada e explorada por pessoas poderosas, a única forma era eu juntar provas, foi uma atitude de desespero, peço a todas as mulheres que estão me ouvindo que não fiquem calada, denuncie”, finalizou aos prantos.

Segundo a advogada da denunciante, o vídeo na íntegra que tem 14 minutos, com todos os detalhes, como também toda a vasta documentação, será protocolado no Ministério Público local para conhecimento e tomada de providências.

https://www.facebook.com/joaoroberto2/videos/4570751202995566

Por: João Roberto

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter