Petistas avaliam alto risco político de Rui comparecer em inauguração com Bolsonaro.

Política

Domingo, 21 de Julho de 2019

Petistas ouvidos pelo BNews acreditam que o governador Rui Costa (PT) e seus correligionários não deveriam comparecer na inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA). O evento está marcado para a próxima terça-feira (23) e contará com as presenças do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do prefeito Herzem Gusmão (MDB). A avaliação interna é que o terreno não estará favorável para o grupo governista e que existe um sério risco de confronto iniciado pelos bolsonaristas - que estarão em maior número.

O temor principal é que Rui e os aliados sejam vaiados pelos oposicionistas e que isso seja usado politicamente, por exemplo, por meio de vídeos nas redes sociais, como se fosse o povo se manifestando contra o PT e não apenas correligionários de Bolsonaro. A estratégia da "pós-verdade" - expressão que descreve a situação na qual, na hora de criar e modelar a opinião pública, os fatos objetivos têm menos influência que os apelos às emoções e às crenças pessoais - é costumeiramente utilizada pela trupe que acompanha o presidente quando ele se envolve em alguma polêmica. 

O líder de governo, Rosemberg Pinto (PT), foi o primeiro a se manifestar. “Só poderão participar apenas 300 pessoas. O governador só terá direito a convidar 70 pessoas. O prefeito de Vitória da Conquista, Hérzem Gusmão, terá direito a 50 convidados e Bolsonaro outros 150 convidados, além de 30 jornalistas. Ou seja, serão 200 pessoas para vaiar o governador Rui Costa”, alertou o parlamentar, em nota.

Um outro deputado petista ouvido pelo BNews em condição de anonimato revelou que relatórios sobre a movimentação na cidade estão sendo enviados ao governador e que a decisão final será dele. Outra fonte avalia que não há clima para que Rui compareça ao evento, sobretudo após Bolsonaro chamar os nordestinos de "paraíbas".

O deputado Robinson Almeida (PT) avalia que "Bolsonaro é persona nongrata e deveria pedir desculpas aos baianos". "O governador deveria deixá-lo falando sozinho e não dar plateia pra mais ofensas de um presidente tosco, que não tem estatura pra o cargo que ocupa", declarou para a reportagem.

A declaração de Rosemberg também servirá como um termômetro para avaliar a reação pública diante da ideia de Rui não aparecer no evento. Procurada após a polêmica de Bolsonaro com os governadores do Nordeste, a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado ainda não confirmou a presença do gestor na inauguração.


Bocão News


Últimas Notícias
Travessa Cicinato A. Fernandes - Centro - Guanambi-BA - (77) 9 - 9962-3188