Ivana comemora anúncio de concessão de trecho da Fiol.

Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019

O posicionamento do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em relação a retomada das obras do transporte ferroviário no Brasil agradou a deputada Estadual Ivana Bastos. Em vídeo, publicado em suas redes sociais, o ministro anunciou a concessão de três novas ferrovias, entre elas a Ferrovia Engenheiro Vasco Azevedo Neto – antiga Fiol - no trecho que corresponde ao Lote 4 (entre Caetité e Ilhéus) para março.

A deputada Ivana Bastos, defensora do projeto no estado e presidente da Comissão Especial que trata do tema na Assembleia Legislativa da Bahia, recebeu a notícia com entusiamo. “Estamos na luta pela finalização das obras da Fiol e início das obras do Porto Sul, pois sabemos que são obras estruturantes para a Bahia e para o Brasil. A iniciativa do Ministério da Infraestrutura de colocar a Fiol como prioridade é um passo muito importante para a finalização das obras. Há uma enorme necessidade de garantir mais eficiência no escoamento da produção de grãos e minério no estado, e o nosso mandato continuará trabalhando para colocar esse trem nos trilhos”, afirmou a parlamentar.

O trecho entre Ilhéus e Caetité já está com 75% das obras físicas concluídas. A estatal Valec é a responsável pela obra. A utilização dos trilhos nesse trecho será futuramente para o escoamento da produção de minério de ferro das minas da região de Caetité.

Em março também será lançada a licitação de outras duas linhas, uma férrea que pretende ligar Porto Nacional, Tocantins, a Estrela d"Oeste, São Paulo - com a intenção de conectar o Porto Itaqui, no Maranhão, ao Porto de Santos e a licitação da Ferrogrão, que beneficia o agronegócio do Mato Grosso. As concessões foram prometidas entre 2019 e o início de 2020. As iniciativas devem fazer com que a participação ferroviária na malha de transportes dobre até 2025.

O ministro Tarcísio Gomes prometeu também, entre 2019 e o início de 2020, que as outorgas geradas pela prorrogação dos contratos serão usadas para a construção de novos trechos. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, a primeira estrada de ferro a ser construída nesse sistema vai ligar Água Boa, Mato Grosso, a Campinorte, Goiás.

Ferrovias respondem por cerca de 15% do escoamento da carga movimentada no país, segundo dados da EPL (Empresa de Planejamento em Logística) do ano passado. Rodovias respondem por 65%.

 

 


Por: Camila Queiroz


Últimas Notícias
Travessa Cicinato A. Fernandes - Centro - Guanambi-BA - (77) 9 - 9962-3188