Ivana Bastos quer trazer iniciativas da Califórnia para a gestão do lixo na Bahia.

Estadual

Quinta-Feira, 28 de Março de 2019

Após participar da Missão Califórnia Lixo Zero, junto à delegação União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), a deputada Ivana Bastos fez um balanço das atividades que aconteceram entre os dias 17 e 23 de março e destacou a necessidade de implantar na Bahia medidas para gestão do lixo no estado. “Foi uma semana de aprendizado e troca de ideias que queremos trazer para a Bahia”, afirmou a parlamentar.

“A convite do Instituto Lixo Zero Brasil, observei de perto as boas práticas realizadas na Califórnia quanto ao gerenciamento dos resíduos sólidos. O estado é referencia mundial no assunto, que possui como meta ser lixo zero até 2020. Pra eles, é algo bem possível, pois atualmente apenas 18% da produção total de resíduos sólidos é enviada para os aterros sanitários”, contou Ivana Bastos.

Programação - Durante os dias, foram realizadas visitas técnicas, reuniões e palestras. A delegação conheceu todo o processo de gestão de resíduos sólidos do Giant Stadium; assim como vivenciou as atividades realizadas pela Cooperativa Recology Waste Zero. A Cooperativa centraliza a reciclagem de San Francisco. No local, 175 pessoas realizam a ação que separa e reenvia para as indústrias 650 toneladas por dia dos resíduos recolhidos das casas.

“Também visitamos o departamento de Reciclagem e Recuperação de Recursos da Califórnia (CalRecycle). Na visita, acompanhada do diretor da Associação Brasileira de Shopping Centers, Cátilo Cândido, verifiquei que as lixeiras dos shoppings garantem a coleta seletiva dos materiais para o melhor gerenciamento do lixo. Essa é uma das ideias que vamos incentivar no Brasil”, comentou. 

Já na visita ao Centro de Processamento de Resíduos Sólidos Davis Street – MRF, em San Leandro, Ivana conheceu o processamento e recebimento de 4.000 toneladas de resíduos por dia feito pela empresa. Os resíduos são divididos em residenciais, materiais de construção, orgânicos e de madeira. As instalações são projetadas para recuperar materiais para reutilização, reciclagem ou compostagem.

“Um dos locais que mais me encantei foi o Urban Ore Ecopark. Um espaço, criado na década de 90 que possui a filosofia de acabar com a era do lixo e pratica o conceito de reutilizar, recebendo e buscando materiais de quem não vai mais usar, revendendo a preços justos a quem ainda pode aproveitar os artigos”, contou Ivana. 

Na visita à Marin Recycle, a deputada constatou que 54% do material que a empresa recebe é reciclado e compostado. O descarte de material perigoso é gratuito. Já os recicláveis são comprados pela empresa. Para o restante é cobrado uma taxa. Os alimentos orgânicos são processados e transformado em energia, que é utilizado para atender todo o complexo.

“Conhecemos ainda o Programa de Reciclagem e Resíduos Sólidos da cidade de Oakland. A cidade implementa a política de Lixo Zero por meio de programas, planejamento, assistência técnica e educação. Este último é muito importante para a garantia do funcionamento dos programas. Também verificamos com o embaixador Pedro Borio, Consul Geral do Brasil em San Francisco, que o gerenciamento integrado dos resíduos é um conjunto articulado de ações que deve ser construído pela administração pública e a população”, explicou a parlamentar.

Na Capital da Califórnia, a parlamentar e a delegação da Unale Legislativos Estaduais ouviu todos os detalhes da legislação vigente desde 1989 no estado, a qual garante, dentre outros pontos, que 75% dos resíduos sólidos sejam desviados dos aterros.

Um dos momentos mais marcantes da missão, foi a participação na palestra Semana Lixo Zero. O evento dos EUA, que reúne organizações que tratam, de alguma forma, do processo de gerenciamento de resíduos sólidos e suas complicações sociais. A atividade contou com a participação do diretor do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini.

“A Bahia é o segundo estado com o menor número de cidade que contam com um plano integrado para o manejo do lixo. Vimos diversas iniciativas da esfera pública e privada que modifica a ideia do que é o lixo. Após os conhecimentos adquiridos na Califórnia, estamos elaborando iniciativas que mudem essa realidade”, finalizou Ivana Bastos.


Por: Camila Queiroz


Últimas Notícias
Travessa Cicinato A. Fernandes - Centro - Guanambi-BA - (77) 9 - 9962-3188